11 de set de 2009

Big Brother falso: seqüestrador engana mulheres por dois meses na Turquia


Nove mulheres, inclusive uma menor de 16 anos, ficaram confinadas em uma casa durante dois meses em Istambul, na Turquia. Elas acreditavam participar de um reality show. As imagens gravadas no “Big Brother falso” eram vendidas para sites pornográficos na internet. O organizador da farsa fez anúncios em jornais convocando as garotas para testes para o “programa”. Agora, ele ficará confinado na cadeia.

Um comentário: